Terça-feira, 16 de Janeiro de 2007

Simplesmente para alguem

A chuva cai num movimento oblíquo

Num coração preparado para receber

Para receber uma dor que não se sente,

Que não se toca,

Que nem se tenta perceber de tão fácil que é!

 

As gaivotas avizinham silêncios,

Silêncios quebrados por um rasgar de emoções,

Emoções inebriantes

onde o amor se confunde

se confunde com simples e intelectuais capacidades de sorrir chorando!

 

Tentas perceber o que queres,

Dás tempo ao tempo e quando te apercebes,

Perdes, perdes tudo aquilo que tens,

Que sentes,

Que anseias…

 

Como dói ser humano…

Como custa sentir…

Como é angustiante querer…

Como é estúpido amar-te…

 

                                                                           Simão Francisco  

 

publicado por simaofrancisco às 16:57
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Joana a 23 de Abril de 2007 às 00:04
Há muito que queria dizer-te isto...

Quem disse que amar é fácil???
Amar não é estúpido... Não é estúpido amar alguém (em específico)... Apenas nem sempre as situações são fáceis...

Há "males" que por vezes se podem remediar... Pode não ser hoje... Mas num amanhã...

Muita coragem para ti... Que eu sei que tu tens... ;)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. De quem partiu....

. Arquivo fotografico

. o silencio perdido

. o silencio

. o deserto das cidades

. Simplesmente para alguem

. simplesmente para alguem

. Simplesmente para alguem

. Encontro Nacional ACR- Vi...

. O que é a música?

.arquivos

. Agosto 2008

. Outubro 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.Contacto

simaofrancisco@sapo.pt

.As minhas Fotos

http://fotos.sapo.pt/simaofrancisco
blogs SAPO